«Um novo desafio, viver VIH/Sida»

MAPS organizou mais um seminário relativo às comemorações do 10.º aniversário do dia mundial da luta contra a Sida.

auditorio-essaf A propósito do dia mundial de luta contra a Sida, o MAPS (Movimento de Apoio à Problemática da Sida) organizou um seminário de reflexão sobre a doença. Os trabalhos decorreram na Escola Superior de Saúde de Faro, no dia 28 de Novembro, e contaram com a presença de José Apolinário, Presidente da Câmara Municipal de Faro, do Tenente Coronel Silva Gomes, do Presidente da Administração Nacional de Saúde, de Jorge Botelho, Presidente do Instituto de Segurança Social e do Director Regional de Educação do Algarve. Depois das primeiras breves reflexões por parte dos convidados acerca do tema, a comissão organizadora apresentou o MAPS e quais os seus objectivos.

 «O dia mundial está associado a um desafio»

Partindo do mote para o seminário, José Apolinário apelou a um maior envolvimento dos cidadãos no programa e objectivos do MAPS. Criada a 13 de Maio de 1993, esta instituição de carácter particular visa promover a solidariedade social dentro da problemática da Sida. A sede principal localiza-se em Faro, tendo extensões em Olhão, Quarteira, Tavira e Portimão. Os serviços prestados por esta entidade vão desde o apoio domiciliário até ao atendimento psicossocial. Para além destes serviços, foram construídas residências em Olhão, dirigidas a pessoas com carências económicas, bem como unidade móveis, de forma a intervir mais rápido. «São o agente certo no contexto actual», reforçou Jorge Botelho.

Para além das iniciativas sociais apresentadas no seminário, a organização atribuiu um prémio no valor de 1500 euros aos alunos de Design da Comunicação que, no âmbito do concurso «Diverte-te – Podes parar e logo recomeçar sem te prejudicar», realizaram a curta-metragem «W.C. Condom», vencedora do concurso.

O seminário também teve o contributo da Prof.ª Doutora Paula Fonseca, que se debruçou sobre a evolução da doença, com cerca de 65 milhões de pessoas infectadas em todo o mundo. Apresentando dados que posicionam Portugal como o 3.º País da União Europeia com mais casos de Sida, seguindo-se Espanha e França, Paula Fonseca realçou que «a única arma de que dispomos é a prevenção».

Imagem: Auditório ESSaF

Ana Mestre | Daniela Caçoila

Uma resposta to “«Um novo desafio, viver VIH/Sida»”

  1. Joana Ferreira Says:

    Acrescento ao que a Prof.ª Doutora Paula Fonseca disse, acrescentando-lhe que possuímos de duas armas: a prevenção e a divulgação.
    E é isso que vocês fizeram e muito bem, na minha opinião!

    Bom resto de trabalho.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: