Semana da Cultura Científica no Algarve

cultura-cientificaPara comemorar o Dia Nacional da Cultura Científica, assinalado no passado dia 24 de Novembro, o Centro de Ciência Viva de Tavira e a Câmara Municipal de Tavira promoveram a Semana da Cultura Científica que, entre os dias 22 e 30, animou as localidades de Olhão, Tavira e Vila Real de Santo António.

Durante uma semana, os interessados tiveram oportunidade de participar em actividades variadíssimas, entre elas oficinas, sessões cinematográficas, palestras, exposições e visitas guiadas. A inciativa, que nasceu da necessidade de reflectir sobre os vários problemas ambientais que afectam o mundo global, pretende divulgar a diversidade da cultura científica, todos os anos com temas actuais.

Debate “As ilhas-barreira da Ria Formosa”

No dia 23 teve lugar em Olhão um debate sobre a preservação das espécies da Ria Formosa e seus problemas ambientais, moderado pelo CIMA (Centro de Investigação Marinha e Ambiental) da Universidade do Algarve, que teve como principal objectivo o apelo à população para estes problemas ecológicos. O debate decorreu na Sociedade Recreativa Olhanense.

Filmes e oficinas para abordar temáticas em causa

Num conjunto de sessões de cinema, com lugar nas três localidades algarvias, foram projectados filmes cujas temátivas abordaram a globalização e problemas sociais, económicos e ambientais. “Os Campos de Deméter”, sobre as estações do ano na paisagem europeia da cultura, “Ainda há Pastores” e “O encontro com Milton Santos” foram alguns deles.

O programa estendeu-se ainda outras actividades, como jogos, exposições e oficinas, todas elas ligadas ao tema da ciência e tecnologia e ainda à preservação ambiental.

No dia 30 de Novembro teve lugar em Tavira uma visita guiada que incluiu o Palácio da Galeria e o Museu Municipal de Tavira, com o tema “Património Hidráulico: Sistemas tradicionais de captação de água”. Esta visita percorreu várias localidades da região, sempre à descoberta de patrimónios hidráulicos, onde foi possível observar o quotidiano agrícola e a forma como a captação e re-utilização de água para a rega feita por azenhas, noras, moínhos de água e muitos outros é feita na região.

Com o objectivo de promover e divulgar a diversidade da cultura científica e o seu valoroso contributo para a região algarvia em diversos aspectos, o Dia Nacional da Cultura Científica comemorou também o nascimento do poeta e professor de Física Rómulo de Carvalho, mais conhecido pelo seu pseudónimo António Gedeão. Quem perdeu este ano, não desanime, porque, assegura a organização, no próximo ano há mais.

Imagem: Cartaz Semana Cultura Científica, D.R.

Tiago Sacramento

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: